Publicidade
ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

RONDÔNIA - POLICIAL

POLÍCIA PRENDE 7 SUSPEITOS DE INCENDIAR CAMINHÃO-TANQUE DO IBAMA, EM RO

Mandados da Justiça são cumpridos pela 4° BPM e Polícia Civil. Mais de 100 policiais participam da operação.

A Polícia Militar e Polícia Civil prenderam, nesta terça-feira (13), sete suspeitos de incendiar o caminhão-tanque do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Pacarana, distrito de Espigão D'Oeste (RO). O ataque foi no mês de julho. As prisões foram feitas através da Operação Hefesto.

Segundo o 4° Batalhão de Polícia Militar, que coordena a operação, mais de 100 policiais militares e civis percorreram a zona rural da região para cumprir os mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão.

Por volta de 10h (local), a PM informou que sete suspeitos foram presos pelo ataque ao caminhão que levava combustível aos fiscais do Ibama. A ação também resultou na apreensão de cinco armas de fogo.

Desde a madrugada, equipes tentavam localizar os suspeitos do ataque no distrito de Pacarana. As prisões preventivas foram decretadas pelo poder judiciário do estado.

O incêndio no caminhão-tanque do Ibama aconteceu no distrito de Boa Vista do Pacarana, em 4 de julho. A região onde ocorreu o incêndio fica próxima à Reserva Indígena Roosevelt.

Um vídeo feito na época mostra o caminhão pegando fogo e as chamas intensas alimentadas pelo combustível que estava sendo transportado.

Depois do incêndio ao caminhão, o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, esteve em Espigão e conversou com madeireiros. Na ocasião, ele disse não acreditar que o ataque tivesse sido feito pela categoria.




 

Fonte: G1/RO

Comentários